Actividades

Anilhagem de Aves

 

A técnica da anilhagem foi introduzida por H. C. Mortensen, em 1889, na Dinamarca. De início, era utilizada para estudar as deslocações de estorninhos Sturnus spp, mas proporcionou desde então avanços notáveis no conhecimento científico das migrações das aves.

A anilhagem científica é um método de investigação baseado na marcação individual das aves, em geral com uma pequena anilha de metal onde se encontra gravada uma combinação de caracteres única. Qualquer registo da recuperação de uma ave anilhada, obtido através da sua recaptura e posterior libertação, ou quando a ave é encontrada já morta, pode fornecer muita informação útil acerca da vida dessa ave e, em particular, sobre os seus movimentos.

Monitorização da Qualidade da Água

 

A Monitorização da água, no ramo atmosférico, no ramo continental (superficial e subterrâneo), nos aspetos de quantidade e qualidade, bem como da hidromorfologia e dos ecossistemas aquáticos, constitui-se como o primeiro elemento de medida do controlo do estado dos sistemas hídricos, da eficácia das medidas de planeamento e da eficiência das medidas de gestão. Constitui-se também, pela disponibilização direta da informação recolhida ao cidadão e a outras entidades, como contributo importante para a gestão participada e cidadania.

A qualidade da água no meio hídrico pode ser afectada por muitos factores. As condições de equilíbrio sofrem frequentemente flutuações, principalmente devido a pressões externas, o que justifica a necessidade de implementar um programa de monitorização sensível a essas alterações, permitindo posteriormente uma acção sobre as mesmas.

Vigilância da Natureza

 

Asseguram, em toda a área da reserva da biosfera, as funções de vigilância, fiscalização e monitorização relativas ao ambiente e recursos naturais, nomeadamente no âmbito do domínio hídrico, do património natural e da conservação da natureza.As actividades de vigilância 

Biodiversidade na Actividade Agrícola

A perda de biodiversidade é uma das maiores ameaças que a humanidade enfrenta, já que a necessidade de aumentar a produção exige uma intensificação agrícola, que normalmente está associada a perda de biodiversidade. Uma maior perda de biodiversidade implica perda de produtividade, logo maior pressão sobre as áreas de floresta húmida, para colmatar falta de produtividade.

Os agricultores são assim desafiados através da sua inteligência e atitudes a romper este grave problema.

Neste sentido, são desenvolvidas actividades dentro de algumas explorações agrícolas, ao nível das boas práticas agrícolas para a biodiversidade, bem como um conjunto de acções de sensibilização para os restantes agricultores no sentido de lhes mostrar que a a agricultura intensiva não é incompativel com a conservação da biodiversidade.

Será com a perpetuação dos equilíbrios ambientais nas explorações agrícolas , que poderemos assegurar o potencial produtivo dos solos no futuro.

Copyright © 2015

  • Facebook - White Circle